A constelação familiar de Bert Hellinger, é uma abordagem recente para indivíduos, casais e famílias interessadas em resolver questões da vida e procurar encontrar uma base sólida para uma nova direção em seus destinos. 

Também são bem-vindos profissionais de saúde interessados em enriquecer suas práticas com ferramentas eficazes e novos insights sobre doenças, questões individuais e comportamento humano.

Considerado um dos psicoterapeutas mais respeitados do mundo atualmente, Bert Hellinger mudou completamente a dinâmica da terapia familiar ao propor a ideia de comportamentos e ligações inconscientes e por vezes destrutivas das famílias.

Constelação familiar o que é e para que serve

O trabalho da constelação familiar de Bert Hellinger examina as tragédias familiares.

Hellinger notou que situações e acontecimentos traumatizantes, como o falecimento precoce de um ente querido, abandono, crime ou suicídio, podem desempenhar um papel decisivo no comportamento de futuras gerações. 

Ligados com estes eventos traumáticos do passado, pessoas de determinado núcleo familiar podem perpetuar sentimentos e comportamentos como ansiedade, depressão, raiva, culpa, medo, etc.

No entanto, é um padrão bastante comum: mãe com dificuldades de relacionamento e filha com o mesmo problema; pai com vícios e filhos com o mesmo tipo de comportamento, etc.

Se um trabalho se baseia em um processo de terapia funcional que ajuda a quebrar estes padrões de comportamento destrutivos dentro do núcleo familiar, pode ajudar a evitar infelicidade fracasso e dependência dos futuros membros.

Os resultados geralmente são transformadores e não é à toa que a abordagem da Constelação Familiar esteja se tornando uma das formas de terapia que mais se expandem no mundo, sendo praticada em mais de 35 países.

Bert Hellinger frases

Ao longo de sua vida Bert Hellinger escreveu uma série de livros e trabalhos e algumas frases se tornaram marcantes. Assim, podemos destacar:

Fácil é aquilo que é permitido vir.

Segundo o autor muitas vezes temos a tendência natural de relutar em tentar entender e aceitar alguns acontecimentos. Por isso, acabamos dificultando nossa evolução pessoal e crescimento. 

Quando deixamos que algo ou alguém venha até nós é mais fácil entender e trabalhar certas situações.

Sentimento de culpa é substituto da ação. Quem sente culpa não faz nada. Permanece passivo.

Muitas vezes, por receio da rejeição ou de piorarmos uma situação em que nos sentimos culpados, permanecemos parados, imóveis e inertes apenas assistindo ao seu desfecho.

Sábio é aquele que sabe os limites do que pode ou não ser feito.

Muitas vezes ignoramos nossos limites e acreditamos que podemos solucionar algo. Mesmo sem recursos para isso ou mesmo que não dependa exclusivamente de nós.

Esse tipo de comportamento traz uma série de sofrimentos. Assim, quando temos consciência e completa noção de uma situação, podemos saber até onde ir e quando recuar.

Bert Hellinger família

De onde veio essa ideia de constelação familiar de Bert Hellinger?

O autor desenvolveu esta forma de terapia baseada em trabalhos anteriores em terapias relacionadas. Bem como em suas próprias experiências de vida. 

Agora, muitos outros terapeutas usam a constelação familiar. Seja como sua única prática ou como uma terapia alternativa, para lidar não apenas com problemas familiares, mas também com os individuais.

Seu trabalho é a pedra angular da terapia de constelação familiar. Hellinger veio de uma família alemã que viveu a Segunda Guerra Mundial sem sacrificar seus valores morais. 

O próprio Hellinger deveria ir às reuniões da Juventude Hitlerista. Mas, em vez disso, passava tempo com uma organização católica que os nazistas consideravam desleal à sua causa. 

A Gestapo listou-o como um inimigo do povo, e ele só escapou de seu assédio quando foi convocado.

Logo depois, ele se tornou padre católico. Trabalhando como missionário com o povo zulu da África do Sul, Hellinger observou como essa cultura diferente resolveu os problemas originários da família. 

Ele também notou que as cerimônias espirituais de Zulu eram muito semelhantes aos rituais da Missa Católica. Essas influências figuraram em seu posterior desenvolvimento da constelação familiar.

Depois de voltar para a Europa da África do Sul, Hellinger deixou o sacerdócio para se tornar um psicoterapeuta, estudando com profissionais notáveis ​​de várias escolas diferentes de terapia.

Bert Hellinger e as constelações familiares

De acordo com Hellinger, existem “Ligações inconscientes com o destino dos ancestrais da família” que precisam vir à tona para que a terapia proposta possa funcionar. 

Em uma única sessão, tenta-se revelar uma dinâmica supostamente não reconhecida que abrange múltiplas gerações em uma determinada família. Para assim, resolver os efeitos deletérios dessa dinâmica, incentivando o sujeito a encontrar e aceitar a realidade factual do passado. 

Constelações Familiares divergem significativamente das formas convencionais de psicoterapia cognitiva, comportamental e psicodinâmica tradicionais.

A visão tradicional de uma família pode incluir uma mãe e pai, os filhos e os dois conjuntos de avós. Existe, no entanto, um sistema familiar mais amplo que remonta a gerações. 

Essa visão geracional vê um indivíduo como parte de um grupo familiar mais amplo. Portanto oferece muito mais possibilidades de compreender comportamentos individuais inexplicáveis ​​e dinâmicas familiares que se manifestam na geração atual.

Bert Hellinger livros

Bert Hellinger escreveu uma série de livros sobre o tema. Entre eles:

  • Ordens do amor
  • A simetria oculta do amor
  • O amor do espírito
  • Constelações familiares
  • Para que o amor dê certo
  • Liberados somos concluídos
  • Amor a segunda vista
  • No centro sentimos leveza
  • A fonte não precisa perguntar pelo caminho
  • Ordens da ajuda

Bert Hellinger morte

O método de constelação familiar de Bert Hellinger, fala também da importância do ritual de passagem e da reverência e honra aos que se foram com gestos simples, como por exemplo, acender uma vela. 

O ritual de passagem é uma forma de assimilação e reconhecimento do que já se foi.

Bert Hellinger aponta como por meio da psicoterapia ou pelas constelações familiares acaba se trazendo à tona temáticas que tocam na morte de parentes e histórias antigas, de segredos, feridas, perdas e exclusões.

Se você acha que pode se beneficiar do método de constelação familiar de Bert Hellinger, procure um terapeuta capacitado para lhe guiar.

Escreva um Comentário