Mediunidade é a sensibilidade ao extrafísico. É a capacidade que a nossa porção energia (que é a própria alma) tem de captar outras energias de natureza não física.

Nesse artigo eu vou resumir alguns sinais de despertar focando apenas nos aspectos positivos do aflorar.

Veja abaixo alguns sinais de mediunidade:

1) Intuição para fazer ou não fazer algo e depois de feito saber que a intuição estava certa;

2) Sonhos reveladores, que de certa forma conduzem suas atitudes para novos caminho, de prevenção de problemas ou de melhores resultados em todas as áreas da sua vida;

3) Profunda sensação de se importar com as dores das pessoas e do sofrimento do mundo. Vontade de fazer algo para mudar o cenário negativo das coisas;

4) Sentir aromas que não existem no ambiente fisicamente;

5) Enxergar ou sentir presenças que somem ou desaparecem com um piscar de olhos;

6) Perceber-se falando sobre assuntos específicos com uma fluência acima da média sem se dar conta que está fluindo livremente com uma competência elevada;

7) Guiar-se por coincidências, também conhecidas como sincronicidades;

8) As pessoas começam a te enxergar como um ombro amigo e mesmo os desconhecidos te procuram para desabafar e pedir ajuda;

9) Facilidade acima da média para perdoar os demais;

10) Começar a bocejar facilmente na presença de outras pessoas ou ambientes carregados psiquicamente;

11) Evitar multidões;

12) Mudança de hábitos para conteúdos mais construtivos;

13) Diminuição drástica da futilidade, vaidade e costumes meramente mundanos.

Mediunidade: Termos

Enquanto no meio espírita utiliza-se a palavra médium para designar o indivíduo que serve de instrumento de comunicação entre os espíritos encarnados e espíritos desencarnados, outras doutrinas e correntes filosóficas utilizam termos como clarividente, intuitivo, sensitivo. No entanto, o significado desses termos pode ser considerado por alguns com o mesmo significado, porém cada um pode ser distinguido como uma faculdade mediúnica diferente.

Médium é aquele que serve de elo entre o mundo em que vivem os espíritos (plano espiritual, quarta vertical, quarta dimensão, mundo astral…) e o mundo terreno, assim este se abre para que o espírito se utilize dele.

Clarividente é aquele que tem capacidade de enxergar o plano espiritual através da “terceira visão”.

Intuitivo é aquele que tem capacidade de sentir a cadeia dos acontecimentos e assim prevê-los, bem como o sensitivo que também se adequaria a esta faculdade. Kardec definiu no capítulo XIV de O Livro dos Médiuns as diversas faculdades mediúnicas, de acordo com o que julgou oportuno. Por isso outras designações que nomeiam a faculdade em outras correntes não são interessantes para o Espiritismo, a fim de não trazer ambiguidades para os termos.

Quer saber mais sobre o assunto? Então confira nosso artigo Mediunidade: Tudo o que você precisa saber e Mediunidade: Como Desenvolver.

4.8
06

Escreva um Comentário